3° Evento da Instituição do “Dia em Memória as Vítimas da Inquisição”

No último dia 31 de março, a Associação Brasileira dos Descendentes de Judeus da Inquisição (ABRADJIN), realizou em Belo Horizonte a palestra “Inquisição: a sofisticação da maldade”, ministrada por Dr. José Carlos Ribeiro Resende Alves, ilustre e renomado médico e pesquisador da História da Inquisição. O objetivo da cerimônia foi evidenciar o “Dia em Memória as Vítimas da Inquisição”, que foi criado e sancionado pelo DD. Prefeito de Belo Horizonte em 31 de março de 2015.

O evento contou com a presença de várias autoridades e convidados especiais. O palestrante realizou um estudo incisivo apresentando os tipos de perseguição, torturas, e ações que eram considerados crimes no período da Inquisição Medieval. Esses foram os primeiros movimentos de perseguição praticados pela Igreja Católica na Europa, principalmente na Península Ibérica, para julgar todos aqueles que iam contra os princípios do catolicismo, o que, consequentemente, era intitulado como heresia.

O Dr. José Carlos Alves demonstrou ainda em sua apresentação, a inclusão do Museu da História da Inquisição, fundado pela ABRADJIN, como relevante objeto de estudo em suas análises. Ao final da palestra, o pesquisador foi presenteado pelo diretor Dr. Marcelo Miranda Guimarães e pela coordenadora Marilza de Oliveira Alves, pertencentes ao Museu da História da Inquisição, com um certificado que representa o reconhecimento a sua contribuição para o objetivo da associação: o combate à intolerância religiosa.

Share